segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Terremotos

Terremotos - Porque a Terra está tremendo

Metatron, canalizado por Tyberonn

Saudações, Amados! Eu sou Metatron, Senhor da Luz e os acolho neste momento do AGORA, enquanto envolvo cada um de vocês com Luz Celestial.

Uma onda recente de terremotos sacudiu o seu planeta nos últimos sete dias. Houve perda de vidas na Nova Zelândia. Entendemos o trauma e tristeza profundos da Nova Zelândia, bem como a grande dor e angústia que acompanham todos esses incidentes catastróficos, como os tremores do Haiti e Chile e também o tsunami da Indonésia. Estar encarnado na Terra, nesta época de mudança, é extremamente difícil para muitas pessoas. Pedimos a todos vocês que ofereçam suas orações para aqueles que estão experienciando perdas angustiantes. Nós, do reino angélico, estamos com vocês.

Embora tenha havido uma trágica perda de vidas e muita devastação nas terra e estruturas próximas de Christchurch, esses tremores não estão ocorrendo devido a nenhum tipo de carma ou castigo e, na verdade, nem devido a nada de negativo. Mestres, nós lhes dizemos que o que está ocorrendo deve acontecer. É um alinhamento necessário.

Na Nova Zelândia, haverá mais abalos nos próximos meses, alguns de graduação alta na escala Richter, mas esses não trarão a destruição que foi experienciada com o dos últimos dias. É a Terra mudando, transitando para uma nova energia.

Queridos, sentimos a sua dor por todas essas perdas e os honramos muito por sustentarem a energia da mudança através dos sofrimentos pelos quais estão passando. Nós realmente entendemos a tristeza dos reinos da dualidade. Nós os envolvemos com o nosso amor nestes tempos de transição; mas entendam que tudo que está acontecendo é por escolha, e que a escolha corajosa e sagrada que a humanidade fez foi a de Ascender. Também lhes dizemos que, apesar de difíceis, eventos como esses unem as pessoas e realmente trazem à tona o que há de melhor nos seres humanos, levando-os a se reunirem para ajudar uns aos outros.

Então, permitam que os atualizemos sobre o que está acontecendo, tanto em termos lineares quanto sob a perspectiva de uma dimensão superior. Falaremos sobre o motivo de a Terra estar tremendo.

A maioria desses abalos está ocorrendo em áreas de falha tectônica, mas eles têm acontecido também em áreas que são pontos importantes da grade para a nova Terra. No caso da Nova Zelândia, Christchurch é ambos. Houve muitos outros terremotos pelo planeta no mesmo dia que na Nova Zelândia: na Colômbia, em Angola, no Egito, Groenlândia e Chile… todos na faixa de 4.0 a 5.3. Em nenhum deles houve perda de vidas, mas os inúmeros locais de tremores e terremotos são realmente uma evidência da mudança planetária que está ocorrendo agora e, de fato, se acelerando. Nós lhes dizemos que lugares que não sofrem abalos sísmicos há séculos, e até há milhares de anos, em breve tremerão, incluindo as Américas, África, Ásia, Europa, Reino Unido e Austrália.

A maioria de vocês sabe muito bem que seu planeta está passando por muitas mudanças atualmente, mas queremos voltar a salientar que é muito importante entenderem que estas “metásteses” não só são apropriadas, mas também são os meios necessários para que a Terra e a humanidade sejam capazes de liberar a antiga energia e se deslocar para uma energia nova. Estes terremotos, assim como as outras ocorrências dinâmicas da Terra que tantas vezes são mal compreendidas, têm a função de limpar, clarear e elevar as vibrações do planeta. Então, nós lhes pedimos que reconheçam que o atual aumento da atividade de terremotos, tsunamis, aquecimento global e furacões não deve ser temido nem detido. Não é este o caso. Estes eventos são realmente muito necessários para a evolução; a evolução que vocês chamam de Ascensão Planetária.

As liberações dos terremotos e afins afetam os campos conscientes de energia da Terra vivente, liberando, recodificando e realinhando tudo o que a toca também. Desta forma, uma nova consciência, uma Nova Terra começa a se manifestar. Entretanto o medo ainda persiste e isto é natural e realmente compreensível. Até aqueles que vivem nas chamadas áreas seguras, que não são afetados diretamente, estão inconscientemente cientes dos cataclismos globais anteriores, que inundaram Atlântida, LeMúria e outros. Queridos, houve quatro ocasiões em que a existência humana foi totalmente removida do planeta. Por isto entendemos porque vocês temem que os tremores de terra, o aquecimento, as erupções vulcânicas, as tempestades e o potencial das mudanças magnéticas possam criar um novo “reinício”, um cataclismo global que erradique a vida como vocês a conhecem. Na verdade, o “reinício” vai ocorrer, mas lhes dizemos que, por enquanto, será uma mudança mais gradual, dependendo, de certa forma, da reação da humanidade como um todo.

Apesar das dramáticas histrionices das notícias da sua mídia e do cinema, 2012 não será uma Destruição Global. Antes da Convergência Harmônica, há 34 anos atrás, certamente teria sido, mas vocês mudaram isso. Kryon, o Mestre Magnético lhes falou, há mais de uma década, sobre a mudança provocada pela Convergência Harmônica e sobre como a humanidade alcançou a medida da Luz e programou a chegada da Ascensão.

Então lhes dizemos que a inclinação axial e a mudança dos pólos magnéticos, que foram tão dramaticamente projetadas na mídia e nos filmes, não ocorrerão. Esse medo pode ser abandonado. O eixo do planeta não vai se inclinar num ângulo devastador e temido, nenhum meteoro vai colidir com a Terra, e os pólos magnéticos não mudar de posição em 2012.

Portanto, dizemos outra vez que, na verdade, a avaliação da humanidade e a escolha que os seres humanos fizeram é que determinaram que NÃO haverá um grande cataclismo global, NÃO haverá uma destruição em massa numa arena mundial. A limpeza será localizada, em cenários menores, e agora a humanidade realmente avançará para o próximo nível.

Não se enganem, Queridos, as mudanças que possibilitam a limpeza vão e devem continuar, e se as massas fossem devidamente educadas e abertas para a postura e visão direcionadas ao bem maior, tais mudanças apropriadas ocorreriam com muito mais facilidade e mais cedo em vez de mais tarde. Entretanto, entre os seres humanos existem aqueles que desejam “salvar o planeta”, como vocês dizem. Muitos de vocês ainda não compreendem que as mudanças são necessárias e que certamente o planeta não depende da salvação por parte dos seres humanos.

Então, como se lida com isto? Seria mais coerente se o alinhamento com a Terra consciente fosse o melhor e mais sincrônico. É muito útil que vocês estejam começando a estabelecer um diálogo e entendimento mais realísticos entre a Terra e a humanidade. Aqueles de vocês que tiveram encarnações como Guardiões da Terra, indígenas, Druidas e Atla-Ra estão aqui agora especificamente para sustentar a energia desses diálogos, e eles estão acontecendo mais prontamente. É por isto que vocês estão sendo atraídos para pontos de poder, pontos de criação de portais-vórtices e recodificação dos Discos Solares.

A dificuldade com muitos outros que são bem intencionados é que eles não estão afinados, eles não têm um coeficiente de luz suficientemente elevado para aceitar o verdadeiro paradigma da natureza da realidade. E assim, embora essas pessoas desejem ajudar, não sabem realmente como. Elas acreditam que é apropriado prevenir a mudança ou deslocá-la para outro lugar – antes lá do que aqui – entendem? Nem todos os que desejam ajudar compreendem verdadeiramente o bem maior, o propósito maior desses eventos que vocês chamam de furacões, atividades vulcânicas, terremotos e tsunamis. E assim simplesmente reagem com medo a esses acontecimentos, e desejam ficar livres da ansiedade. Mas evitar o medo não é o mesmo que entender o medo, então o que acontece é que as massas da humanidade transmutam-no e o recriam.

Dissolver ou dissipar eventos de mudança não é necessariamente benéfico, nem para a Terra nem para a humanidade. A dificuldade com aqueles que desejam ajudar é que eles acreditam que sabem mais e que são mais acadêmicos no seu entendimento. Entretanto, eles omitem o aspecto divino, omitem a integridade do espírito, do metafísico. Eles não entendem nem enxergam a perfeição no que acontece, porque têm grande dificuldade para compreender que tudo está em perfeição, que tudo está em boa ordem. Então, em essência, em vez de colocarem graxa na roda estridente, eles tentam evitar que as engrenagens girem, o que faz com que elas fiquem emperradas e presas, de modo que a evolução torna-se muito mais difícil, entendem? O medo é sempre o grande culpado.

Já lhes dissemos que a principal causa do aquecimento global é o aumento da rotação do núcleo interno fundido (ferro-níquel) da Terra. A rotação acelerada aumenta a massa do núcleo interna e externo. O calor gerado tem um efeito profundo na crosta terrestre e afeta a proporção da rotação axial. Este mesmo mecanismo de mudança de torque é que está aumentando a velocidade da sequência do tempo linear no seu planeta. É também a massa expandida do núcleo interno que subsequentemente amplifica a descarga aniônica que vocês chamam de Ressonância Schumann, a inclinação axial e, certamente, a própria polaridade do planeta.

Atualmente este ajuste não está completo. E como resultado, há um desequilíbrio dentro do centro do planeta, dentro do próprio núcleo. Este desequilíbrio é causado pela supracitada instabilidade criada pelo aumento da rotação; como o núcleo gira tanto no sentido horário quanto anti-horário.

Então é necessário que a Terra seja equilibrada também. Caso contrário, sem esse equilíbrio, a Terra não pode se mover realmente para as oitavas superiores numa preparação indispensável para que possa receber as dimensões superiores. Então, na verdade e por ironia, o paradoxo e a maior realidade desconhecida das massas da humanidade é que sem esse equilíbrio do eletromagnetismo, haveria ainda mais mudanças na Terra. Haveria primeiro um terremoto, depois um furacão e um tornado para equilibrar, entendem? Depois outro terremoto, seguido de furacão e de tornado, criando um padrão próprio, que não seria de ajuda. Então, deste modo, existe uma energia antecipatória de como o eletromagnetismo se move pelo planeta, circulando pelo sistema de grade, depois permeando a Terra e, em seguida, equilibrando-a internamente também. Isto não é feito necessariamente para prevenir mudanças terrestres, mas para levar equilíbrio onde o equilíbrio é apropriado. Nós lhes asseguramos que o desequilíbrio, quando não corrigido, pode levar a cataclismos em macro escala. Portanto, é melhor que ocorram micro-eventos para trazer o equilíbrio, evitando assim os macros, entendem?

Do mesmo modo, tem havido ejeções de massa coronal, tempestades solares criando os chamados ventos solares, que têm sido cada vez mais intensos, os maiores já registrados. Então vocês perguntam qual é o papel dos ventos solares, ou das ejeções de massa coronal na Ascensão do planeta. Nós lhes dizemos que estes eventos estão mudando a vibração que afeta a Terra. Eles mudam as frequências em que as mentes dos seres humanos funcionam. Eles oferecem a interface para o acesso a dimensões superiores.

E assim lhes contamos o motivo dos tremores na Terra, falamos sobre porque a Terra escolheu tremer. Queridos, é pela Ascensão, pela Ascensão que vocês criaram. Então, Seres Humanos, entendam que os terremotos e os furacões oferecem mais limpeza e suavizam e clareiam os pontos de poder e os meridianos planetários. Os abalos não são, de forma alguma, uma punição ou vingança, mas são como uma bela re-calibração, como uma suavização do pêndulo da dualidade e uma expansão para uma dimensão superior.

Então, aqueles de vocês que têm um coeficiente de Luz mais elevado deveriam estar cientes dos “porquês” do que está ocorrendo, e certamente, em seus aspectos mais elevados, a humanidade está feliz com a graduação da Terra. Cabe a vocês, no micro e no macro, determinar se vão reagir com medo ou com uma calibragem re-estruturadora na linearidade.

A Terra é uma presença onipotente. A Terra não pode ser destruída. Quer vocês aceitem isto ou não, nada é tirado da Terra sem que ela o permita. O homem não pode destruir a Terra, apenas sua capacidade de viver sobre ela. A Terra era tão consciente, quando era uma esfera de lava incandescente, quanto é agora. As mudanças que estão chegando são estabelecidas por acordo entre Gaia e a Consciência Superior da humanidade, e na verdade são orquestradas, em grande parte, pela consciência da Terra, do Sol e daquele que vocês chamam Deus Criador. Saibam que tudo está em perfeita ordem.

Então, Queridos, antes de encerrarmos esta mensagem, lhes dizemos que existe vida ainda maior que circula entre vocês e acima de vocês, acima da sagrada Terra, acima da Terra que está mudando. Estas energias estão fluindo agora para dentro do seu campo de percepção. É luz de natureza sutil. Não é a luz da expectativa, pois não tem lógica, mas é a luz do conforto, da saúde, do bem-estar, e certamente carrega a energia do “lar” do reino angélico.

Nós lhes dizemos, neste planeta especial de dualidade, esta amada e sagrada Terra, que todos que se abrirem em permitirem que a Luz Celestial entre em sua esfera de influência, em seu campo de consciência, serão imediatamente abençoados em espírito e brilharão em divina serenidade. Esta energia é tranquila, esta energia é reconciliadora, e esta energia conecta cada um de vocês à sua divindade, ao seu verdadeiro lar celestial. Ela está disponível para todos que se abrirem prontamente a ela. Esta luz, esta energia envolve e cria um espaço de cura e saúde. Os Seres Humanos que estão na Senda, nem sempre procuram incluir a saúde na sua busca por entendimento, mas todos deveriam, pois ela é complementar à verdade e todas as partes do seu ser trino clamam por ela.

Os tempos estão mudando e nós estamos sempre com vocês, estamos sempre aqui para lhes assegurar que está tudo bem, mesmo nos momentos difíceis.

Eu sou Metatron e compartilho estas Verdades sagradas com vocês. E lhes dizemos que cada um de vocês é Amado. Vocês não estão sós.

… E assim é.

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

Os direitos autorais desta canalização pertencem a www.Earth-Keeper.com. A publicação em websites é permitida, desde que as informações não sejam alteradas e os créditos do autor e seu site sejam incluídos. Este material não pode ser publicado em jornais, revistas e nem re-impresso sem a permissão do autor. Para pedir permissão, escreva para EarthKeeper@consolidated.net.

Fonte: www.earth-keeper.com

Site Luz de Gaia

Blog Nave Mãe

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Ninguém é estrangeiro

- Por Wagner Borges -

Nesse Universo, que é feito de luz, todos os seres brilham infinitamente.

Os orbes e os sóis se movimentam sob o aceno do Ancião dos dias, Origem de todas as coisas e seres.

Na luz da vida, ninguém é estrangeiro!

Independentemente da cor da pele do corpo e da cultura onde está inserida, cada consciência pertence à raça da luz.

Cada ser carrega o fogo estelar em si mesmo.

Cada ser é um viajante eterno pelos campos infinitos de Deus.

O passaporte é o seu próprio coração; e a evolução é que carimba o seu visto.

E, por onde vai, em cada país, em cada mundo, pegando carona na cauda dos cometas, ou mesmo nos planos espirituais, cada consciência sabe que viaja pelo corpo vivo do Todo, o Universo.

E sabe que ninguém é estrangeiro, e que todos os seres vêm da mesma luz!

Aquela Luz que está em tudo.

Aquele Amor, que é Pai-Mãe de todos.

Aquela Consciência Maior, Causa de tudo.

O Grande Viajante Cósmico, que também viaja por dentro de todos os corações.

Todo espírito é viajante eterno, e Deus é o Guia secreto de todas as viagens, na Terra e Além...

Então, guiadas por Ele, que todas as viagens sejam felizes!

(Dedicado ao meu amigo Frank).

Paz e Luz.

São Paulo, 12 de novembro de 2006.

Do Site IPPB

Blog Nave Mãe

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Você tem a chave


O reino de todas as possibilidades é onde você está, onde você tece, onde você esculpe, onde você planeja e re-planeja. O reino de todas as possibilidades é onde você respira, onde você pensa, onde você acredita.

Você tem a chave de todas as portas dentro de todas as existências. Você tem a chave de todas as dádivas que Deus deseja lhe oferecer. Você tem a chave de todo o sofrimento que deseja receber. Você tem a chave dos aprendizados fáceis, dos aprendizados difíceis, dos altos e baixos e dos pisos intermediários da escada do eu. É você, querido, que procria, recria, des-cria e cria para si mesmo em todos os níveis de tempo, de pensamento e de experiência.

Você é o projeto grandioso pelo qual anseia, você é a prosperidade que busca e é o amor pelo qual reza para ter na sua vida. Só então você chegará ao cumprimento de uma promessa a todos os níveis do eu, provável, dimensional, passado, presente e futuro.

Por trás de todos os projetos que você esculpiu para si mesmo, existem motivos – motivos para você criar relacionamentos caóticos; motivos para você limitar seu recebimento e seus gastos; motivos que lhe servem enquanto cria a oferenda de ser saudavelmente desafiado. Enquanto não entender os motivos que o levam a fazer o que faz, você continuará nos ciclos de destruição e transtornos.

Entenda que o seu projeto é sagrado e criado com muita esperança. Você não foi concebido para satisfazer os caprichos de um Criador que não sabe o que está desenhando, tecendo ou costurando, como uma Raggedy Ann ou um Raggedy Andy(1). Você foi concebido com criatividade, intencionalmente, com um propósito. Não há nada em você que seja casual. Você sentou-se com o Criador de Tudo O Que É e programou esta vida, este corpo, a cor deste cabelo, este rosto, estes órgãos, esta doença, este desejo, este amor e esta tristeza.

Quando você entrou no corpo humano e nasceu através do túnel de Amor da sua Mãe, você se manteve de olhos bem abertos, observando esta conjunção de tempo e espaço, olhando para tudo com encantamento, sem censurar sua experiência, até que começaram a lhe dizer “NÃO” várias e várias vezes. Você foi acreditando na magia da vida, até que lhe disseram que não podia voar, que não podia nadar como um golfinho; até que lhe disseram que você não era invisível, que podia ser visto; até que lhe disseram que o amor machuca e a vida decepciona. Então você olhou para este lindo mundo com lágrimas nos olhos e chorou. Sua alma chorou, seu Eu Superior chorou e todas as células do seu corpo choraram. Então, você se afastou do mundo e esculpiu-o em silêncio. Você esculpiu-o na sua imaginação, dentro e fora do tempo, dentro e fora dos seus devaneios. Você não falou para ninguém sobre as visões, as visitações, as fadas, os anjos, os alienígenas nem os gigantes. Algumas pessoas desistiram do mundo e perderam a esperança, furando a bolha de todo mundo que ainda acreditava. E quando você falava sobre estas coisas, sentia uma dor no seu coração que se estendia profundamente pela sua alma, porque você se lembrava de quando a bolha da sua crença tinha sido furada.

Como adulto, você permite que as corporações e associações do seu mundo furem sua bolha; você permite que as declarações do Governo e das pessoas supostamente responsáveis furem sua bolha. No fundo do seu coração, você ainda acredita na magia da vida. Não acredite no que é externo, pois é tudo passageiro e momentaneamente desaparecerá. Um dia seus noticiários anunciam algo e no dia seguinte isso se torna invisível de se encontrar em qualquer parte dos jornais ou da imprensa. Para onde terá ido? Terá se desmaterializado durante a noite? Você é um ser de poder muito mais vasto do que a sua capacidade de se lembrar. Cada pensamento que você tem representa uma explosão nuclear de si mesmo. Dezesseis (16) segundos desse pensamento lhe oferecem uma nova criação que você está projetando especificamente para si. Não se preocupe se ninguém escolhe criar um lugar de harmonia, amor e opulência. Eles o farão quando seus olhos se abrirem do longo sono de negação. Eles o farão quando estiverem prontos para transformar seu mundo de ódio num mundo de amor.

Continue planejando e esculpindo um mundo no qual você acredita, um mundo cheio de amor, um mundo cheio de milagres da medicina, um mundo onde todas as pessoas dizem a verdade mesmo quando ela não é confortável, um mundo cheio de possibilidades e probabilidades que estão além da sua imaginação. Esse mundo começa com os seus pensamentos e a sua crença. Se você acredita que existe a cura para o câncer, ela existe. Se você acredita que existe paz no mundo, ela existe. Não importa o que você veja nas transmissões das suas televisões.

Uma câmera é apenas um ponto focal. Ela só pode tirar uma foto por segundo. Mas o que está acontecendo ao fundo, nos 59 segundos restantes desse minuto único? Existem 359 graus de acontecimentos ao redor da câmera e do cinegrafista que não estão sendo observados naquele instante. Será que alguém está ajudando alguém a escapar do perigo? Será que um soldado está alimentando uma criança faminta por trás do cinegrafista? Ou será que alguém está se apaixonando pela primeira vez? Todas as câmeras apontam para um único evento e captam aquele momento, mas e o resto daquele minuto? E todo o bem que está acontecendo e não é captado pela fita ou pelo filme? É captado? Não, não é. É visto? Não, não é. Depende de você acreditar que cada vez que vê um acontecimento dramático na sua mídia, alguma coisa maravilhosa está acontecendo do outro lado da esquina, por detrás do cinegrafista, porque a natureza humana é inerentemente boa e gentil. Não deixe que nada tire este pensamento de você.

Você precisa continuar acreditando que a paz vem através de uma pessoa de cada vez, que a luz é criada através de um pensamento de cada vez, que o coração cura através de uma batida de cada vez. AME só por amar. AME só porque você pode. Dissolva os padrões caóticos e a violência de tudo o que lhe foi mostrado por todas as fotografias e telas de TV como convulsão mundial. Você tem a capacidade de mudar o futuro e focalizar o bem no mundo em vez das trevas captadas pela mídia.

Libere de cima, de baixo, do centro, do fundo do seu coração, tudo que não se encaixe no futuro que você procura, pois você precisa acreditar nele para que ele se manifeste. Libere tudo que não serve ao Amor. Inicie esta crença dentro dos seus padrões de pensamento, e depois, como um oceano que não conhece nenhuma praia, ela perderá suas fronteiras e se tornará mais do que já é.

Nós somos um Conselho de Luz e o deixamos neste ponto de interseção entre tempo, espaço e pensamento.

Gillian MacBeth-Louthan - PO box 217 - Dandridge, Tennessee 37725-0217 -www.thequantumawakening.com thequantumawakening@hughes.net

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

(1) NT: Raggedy Ann é um personagem fictício criado pelo escritor norte-americano Johnny Gruelle (1880-1938) numa série de livros infantis, que ele escreveu e ilustrou. É uma boneca de pano com cabelos feitos de fios vermelhos e com um nariz de triângulo. Mas tarde, o escritor criou um irmão para essa boneca, o Raggedy Andy, um boneco vestido com roupa de marinheiro e chapéu.

Site Luz de Gaia

Blog Nave Mãe

Nunca perder o encantar-se


A pessoa realmente inteligente

mantém sua infância viva

até o seu último suspiro.

Ele nunca perde isto;

o encanto que a criança sente

observando os pássaros,

olhando as flores,

olhando o céu....

A inteligência precisa ser,

da mesma maneira,

pueril.

Osho, em "Your Answers Questioned: Explorations for Open Minds"

Blog Palavras de Osho

Blog Nave Mãe

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Vontade X Desejo


Nas últimas semanas, venho me observando e tentando identificar quando um querer vem do Ego ou do meu Eu Superior.
Para facilitar o reconhecimento e entendimento mental, resolvi “dar nomes aos bois”.


VONTADE:
O querer que não tem um porquê, lógica ou objetivo determinado.
Vem do Ser para que seja executada ou evitada uma tarefa. É sem expectativas ou causa.
Pode-se dizer que a vontade se assimila a uma solicitação.


DESEJO:

O querer que tem um porquê, lógica ou objetivo determinado.
Quer suprir uma determinada necessidade ou prazer e busca alguma recompensa ou reconhecimento.

Usando desse artifício, comecei a perceber quando estou fazendo algo realmente altruístico e quando estou apenas suprindo necessidades do meu Ego.
Isso facilita a tomada de decisões na hora de realizar uma ação e estreita o contato do meu Eu Superior com minhas outras consciências.

Posso por exemplo sentir um querer que me impulsione a escrever um texto, simplesmente porque ele me vem, sem esperar nada.
Posso também, querer escrever um texto para gerar polêmica ou tentar gerar controle sobre a opinião dos outros, esperando reconhecimento ou poder.
Embora em ambos os casos o objeto do querer seja o mesmo, a origem e finalidade dos dois é bem diferente.
Há casos em que sinto vontade de fazer algo, mas não desejo fazê-lo e vice-versa.

Estou achando muito legal essa diferenciação, pois me torno mais consciente de mim mesmo.

Não estou de forma alguma dizendo que o desejo deva ser anulado ou suprimido.
Nossos desejos, sentimentos e pensamentos são ferramentas que ganhamos de presente para poder viver nossas experências e aprendizados.
Acredito que devam ter seu espaço, desde que permaneçam em alinhamento com nosso Eu Superior e não exerçam domínio sobre nossas vidas.

O desejo de estar em uma praia e tomar um sorvete em um dia quente de verão, não é algo muito bom?!
É ótimo, mas ele não é imprescindível. Posso atender esse desejo, mas ele não domina minha vida.

A vontade de ir para algum lugar ou efetuar uma tarefa, pode vir de encontro a um desejo, mas também pode vir contra ele, porém quando defino algo como vontade, todas as minhas consciências devem se alinhar a ela.

Estou aprendendo a aplicar isso no meu dia a dia e me deu vontade de escrever sobre isso.

Mauro Losch

Blog Ponto de Luz

Blog Nave Mãe

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Formas-pensamento

Entendendo as formas-pensamento

por Bruno J. Gimenes - sintonia@luzdaserra.com.br

Nosso corpo físico é apenas a manifestação densa de um conjunto de corpos energéticos mais sutis, ou seja, corpos de luz. A nossa verdadeira identidade é essa energia primordial, moldando-se de acordo com os nossos sentimentos, emoções e pensamentos. É possível concluir que o corpo físico de qualquer ser é apenas o veículo para a alma, ou seja, onde a essência se aloja e mora por um período para que ela possa adquirir conhecimento e evoluir. Esse período é conhecido como vida ou encarnação.

O corpo denso é a resultante física manifestada do nível evolutivo do nosso espírito, dos nossos pensamentos, nossas emoções. Não é o corpo físico que molda o nosso espírito ou nossa essência, mas o nosso espírito que molda nosso corpo físico, graças à capacidade que nossas emoções e pensamentos têm de modificar esse padrão vibrátil a todo instante. Como o nosso espírito sofre influência direta dos nossos pensamentos e sentimentos, tudo o que pensamos e sentimos fica impregnado em nossa essência. Dessa forma, se pensamos coisas boas, expandimos e ampliamos a nossa energia. Obedecendo a mesma regra, se pensamos e nos ligamos em coisas negativas, perdemos energia, vitalidade. Assim sendo, temos a nossa essência alterada negativamente pela influência de aspectos pessimistas, densos, mesquinhos, materialistas, dentre outros.
O corpo físico é apenas o sinalizador das condições em que o espírito se encontra. A doença é a indicação de que algo está errado, pois mesmo se manifestando no corpo físico, a causa primária sempre será uma desarmonia no espírito que impregnou-se (somatizou) de energias negativas oriundas dos sentimentos, pensamentos conflitantes.

As causas espirituais de doenças também são de ordem vibrátil. Se o campo energético desses corpos de luz estiverem abalados pela influência dos sentimentos e pensamentos que rebaixam a freqüência vibratória, consequentemente assumiram padrão similar aos intrusos espirituais. O corpo físico é a exposição da essência interior, é uma espécie de “mapa” da alma, pois externa o que ocorre no nosso “Eu interior”.

A aura é a condensação das energias da alma. Pode se expandir, tornar-se maior ou menor de acordo com o nível de consciência, evolução espiritual e estado de espírito. Quanto menos expandido é esse campo energético, mais sensível e delicada é a saúde física do indivíduo. Uma pessoa com qualquer doença física tem seu campo de energia debilitado, frágil e com falhas energéticas (causa primária). Essas falhas ou falta de energia na aura é o início da doença que muitas vezes ainda nem se manifestou no corpo físico. Analisando por esse ponto de vista, quanto mais expandida e irradiante for a aura de uma pessoa, mais saúde em todos os aspectos ela terá. O contrário será igualmente verdade: quanto mais reprimida e menos expandida a aura for, maior será a tendência da pessoa adquirir doenças de qualquer espécie.

Quando se atinge uma expansão da energia pessoal, naturalmente obtida através de uma prece sincera, possibilita-se uma conexão com a consciência divina, presente em uma freqüência muito mais sutil da que vivemos. Essa sintonia torna a aura mais sutil também e isso a compatibiliza com as energias superiores, o que traz para a pessoa bem estar, equilíbrio, plenitude, auto-realização, saúde geral, criatividade, felicidade e muito prazer pela vida.

Em resumo, a sintonia mental tem o poder de moldar o corpo de luz, criando vibrações específicas que se manifestam a ponto de criar formas condensadas. Essas formas energéticas produzidas pelo pensamento a partir do corpo mental do emissor se revestem da energia circundante no plano extrafísico, onde se manifestam, tornando-se, assim, criaturas artificiais temporariamente vivas que podem influenciar as pessoas de maneiras variadas. Uma esplêndida gama de cores a acompanha, com intensidades e variedades incrivelmente intensas. O corpo mental projeta para o exterior uma porção energética vibrante de si mesmo que toma uma forma determinada pela própria natureza dessas vibrações. Essa atividade mental produz uma espécie de atração da matéria elementar do mundo mental, cuja natureza é particularmente sutil.
Dessa maneira, temos uma forma-pensamento pura e simples: uma entidade vivente, de uma atividade intensa, criada por uma idéia que lhe deu nascimento. Se essa forma é constituída pela matéria mais sutil será tão poderosa quanto enérgica e poderá, sob a direção de uma vontade definida, equilibrada e firme, desempenhar um papel de alta transcendência.

“Formas-pensamento são causadas pelo pensamento atuante que gera uma forma. Essa forma passa a ser uma energia acoplada ao campo energético. Quando combinadas com a projeção das emoções interiores tendem a se potencializar e se vitalizar como entidades pensantes. Ocorrem normalmente na região dos chacras principais. Se instalam na aura da pessoa, exercendo forte influência em seu modo de agir e atrair acontecimentos”.

Toda forma-pensamento criada ganha potência e intensidade de acordo com a natureza dos desejos do campo emocional que amplifica a significância da entidade criada pelo mentalismo, ou seja, a combinação da projeção do pensamento com os desejos fortalece e vivifica a forma pensamento ativa.

O corpo emocional desse corpo de luz ou aura é constituído de uma matéria mais densa, porque é peculiar ao homem de pouca evolução espiritual, de baixo nível de consciência, ainda viciado nas paixões mundanas, nos sentimentos de caráter animalizados e egoístas. À medida que a evolução espiritual e o altruísmo vai fazendo parte da essência dessa pessoa, seu corpo emocional, antes delgado e predominante, refina-se e clarifica-se dos tons sombrios característicos dos desejos primitivos e das paixões terrenas. A conseqüência nesse caso é que as nuances escurecidas se dissipam, manifestando elevação de consciência.

“O poder da forma de pensamento depende da energia mental combinada com a força da paixão ou desejo”.

Princípios gerais das formas-pensamentos

Três princípios gerais governam a produção de todas as formas-pensamento:
1. A qualidade dos pensamentos determina a sua cor;
2. A natureza dos pensamentos determina a sua forma;
3. A precisão dos pensamentos determina a nitidez dos seus contornos.

Cada pensamento bem definido produz um duplo efeito:
1. uma vibrante radiação (energia);
2. uma forma suscetível de flutuar pelo espaço.

Tipos de formas-pensamento

Do ponto de vista das formas que os pensamentos criam, podemos dividi-las em três tipos:
1. As formas que produzem a imagem do pensador;
2. As formas que produzem a imagem de alguma pessoa ou objeto material;
3. As formas com feição inteiramente própria, expressando as suas inerentes qualidades na matéria que atraem ao seu redor.

Do ponto de vista das formas que os pensamentos criam, podemos classificar a sua composição em dois tipos:
1. Forma de pensamento pura;
2. Forma de pensamento composta.

Do ponto de vista das formas que os pensamentos criam, podemos classificar o seu campo de ação em três tipos:
1. Formas de pensamento que gravitam em torno do seu próprio criador;
2. Que gravitam em torno de egrégoras compatíveis com o seu padrão energético;
3. Que gravitam em torno de um alvo específico.

Site Somos Todos UM

Blog Nave Mãe

Sua decepção


A

decepção

é

do

tamanho

da

nossa

expectativa.


Luiz Gasparetto/Calunga



(Postado em 19/11/10, mereceu voltar).

Ter razão


Querer ter sempre razão? Para que?

Acontece que, o que faz com que a pessoa ache que está sempre certa, que tem sempre razão, é a sua história de vida, sua educação, seu modo de pensar, seu modelo de mundo, seus pontos de vista, sua personalidade. Costuma agir da maneira que aprendeu!

O mais comum é que a pessoa considere que o seu jeito é o melhor, então, quer se impor aos outros, geralmente, com a melhor das intenções. Passa, então, a exigir de todos que pensem e ajam como ela, sem considerar que a outra pessoa também tem seu mundo particular, sua individualidade.

Por conta disso é que acontecem os conflitos, os desentendimentos, mágoas, ressentimentos, separações.

Precisamos, no entanto, levar em consideração a intenção de cada um quando quer defender seu ponto de vista. A intenção pode ser muito boa, como por exemplo, dar conselhos aos amigos, ou aos filhos. Se a pessoa ama alguém, é claro que quer vê-lo se dando bem na vida. Então, passa a “ensiná-lo”. Ou a criticar, ou cobrar atitudes e comportamentos, o que é muito desagradável! Para quem é criticado e cobrado, é claro!

O que fazer, então, para se viver em paz, junto às pessoas com as quais convivemos?

Por incrível que pareça, o melhor a fazer é deixar cada um “quebrar a cara” sozinho. É permitir que as pessoas façam aquilo que gostam, que elas também acham certo.

Sabemos que isso não é tão fácil assim, porém é a única maneira de se evitar conflitos, aborrecimentos e mal entendidos.

É abandonar de vez a necessidade de ter sempre razão, dando ao outro o direito de ter razão também. Do jeito dele. Que é o melhor dele.

É aceitar as pessoas, exatamente como são. E a si mesmo também.

Esse é um grande desafio!!!

Madalena Junqueira – PNL, Coaching e Hipnose - madalena@institutovialux.com.br

Do Blog do Instituto VIALUX

Blog Nave Mãe

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Rótulos


COMO VOCÊ SE DEFINE ?

Semente Estelar, Trabalhador da Luz, Shaumbra ou outro nome qualquer?

Pergunto isso, pois embora às vezes sinta que tenho um pouco de todos, não sou nenhum desses.

EU SOU O QUE SOU.

Na nossa caminhada temos que ficar atentos para não cair nas armadilhas do Ego, pois ele não sabe existir sem se identificar e acho que o que buscamos é justamente o contrário.

Queremos nos livrar dessas identificações e rótulos.

Vamos cair nessa armadilha boba e infantil do nosso Ego e deixar que ele nos separe em categorias?

Não há nada demais em sentir uma conexão mais forte com algum tipo de energia, mas cuidado para não assumir uma identidade que não é real.

O que faz você achar que qualquer um desses rótulos lhe cabe?

Você leu em algum lugar e achou que tem a ver com você e assumiu uma nova identidade?

Você tem certeza absoluta, porque fez uma viagem dimensional onde se libertou do tempo linear e viu sua existência como um todo e por isso tem plena consciência e certeza de suas origens e é obrigado a assumir sua posição através dessa identidade que vislumbrou?

HOJE EU NÃO TENHO IDENTIDADE.

Na minha caminhada, durante um bom tempo achei que tinha que me enquadrar em algum desses rótulos, pois como humanos somos programados a nos ajustarmos dentro de algum grupo específico, mas isso é ilusório.

Vou falar um pouco sobre algumas fases que passei e coisas que foram se descortinando para mim.

Um dia, tive uma sensação muito forte de que eu era uma alma muito antiga e que minha origem não era terrestre. Na busca de uma resposta sobre essa sensação, achei que descobri que sou um Pleiadiano, que fiz experiências e coisas indevidas com a humanidade que surgia na Terra e que quando consegui expandir minha consciência e ascencionar, me propus a encarnar como humano para de alguma forma reparar meus erros e ajudar esses pobres humanos, por isso me vi como Semente Estelar. ( Bonito não? Rs... ).

Depois achei que como estou aqui há milhares de anos como humano, me identifiquei tanto com os problemas da humanidade que não importava minha origem e que hoje os humanos são meus irmãos também, pois me identifico com seus problemas e limitações, então achei que como Humano encarnado há muito tempo, eu era um Trabalhador da Luz.

Só que minha essência é muito livre de conceitos e de misticismos. Vejo as coisas de forma mais despojada e adoro a forma espontânea como os ensinamentos são colocados nos Shouds do Circulo Carmesim. Bem... Então eu devo ser Shaumbra né? Rs...

E aí? vamos fundar a União dos Trabalhadores da Luz e começar a falar que as Sementes Estelares são arrogantes ou criar a Associação das Sementes Estelares e dizer que os Trabalhadores da Luz são uns coitados presos a rituais da pobre humanidade, que é inferior aos que vieram das estrelas, ou nem ligar para nenhum dos dois porque somos Shaumbra e não estamos nem aí?

ME POUPEM !!!

TODOS VIEMOS DO MESMO LUGAR E ESTAMOS BUSCANDO A MESMA COISA.

NOSSO MENTAL TERRENO NÃO É CAPAZ DE NOS IDENTIFICAR.

Quem precisa dessas historinhas é nosso Ego, que quer se destacar, se mostrar de alguma forma.

Portanto galera,

LIVREM-SE DOS SEUS RÓTULOS.


Mauro Losch - EU SOU O QUE SOU


Blog Ponto de Luz

Blog Nave Mãe

O exercício final para a ascensão


O EXERCÍCIO FINAL PARA A ASCENSÃO (treinamento)

APRENDA A FAZER SÓ O QUE VOCÊ SENTIR VONTADE, DO JEITO QUE GOSTA E QUANDO ACHAR MELHOR.

APRENDA. APRENDA!

PORQUE ISSO É O QUE IMPORTA NA 5D.

QUANTO A FAZER O QUE VOCÊ NÃO GOSTA (os famosos “deveres e obrigações”...), FAÇA-OS TAMBÉM, MAS NÃO DÊ TANTA IMPORTÂNCIA A ISSO, PORQUE SIMPLESMENTE ELES NÃO EXISTEM NA 5D, DA MANEIRA COMO PENSAM.

TREINE BASTANTE. AINDA DÁ TEMPO.

E como as personalidades humanas são experts em ‘entender’ tudo e depois não conseguir colocar nada na prática do dia-a-dia, já vou esclarecendo que expressões como: ahh...mas isso é muito difícil...ahh, eu já tentei fazer isso, mas não consegui...ahh, isso não funciona, etc.etc. só são reveladoras do único motivo que pode impedir vocês de conseguir realizar o exercício: vocês estão com medo.

Medo de quê?

Não neguem isso, apenas descubram onde está esse medo, perguntando-se: se eu conseguir fazer o que tenho vontade, do jeito que gosto e quando eu quiser, sabe o que vai acontecer?...

Por hoje é só isso. Se puderem, acostumem-se a não esperar que eu faça um “tratado” sobre cada mensagem que vou colocar aqui. Isso é tarefa para vocês. Se quiserem, claro. Pois, na verdade, o que importa é que façam o exercício – pelo menos uma vez por dia, diante de alguma situação ou com alguém. E registrem o que sentiram.

Anthar, agora.



Blog Nave Mãe

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Sucesso

Por Gillian MacBeth-Louthan

Quando você focaliza aquilo que não possui, você nunca tem o suficiente.

Quando focaliza aquilo que possui, você sempre tem o bastante.

O sucesso é diferente para cada pessoa do planeta Terra e não pode ser avaliado nem medido em comparação com nada nem com ninguém. O sucesso vem em forma de 6 bilhões de sabores ou mais. Não se trata apenas de baunilha ou chocolate com uma ou outra cobertura. Não se trata de algo que possa ser definido por um dicionário, um professor ou um pai, pois a própria essência do sucesso é tão multidimensional que vai muito além da nossa compreensão terrena.

Em certos dias, o sucesso pode ser grande como uma montanha; em outros dias, ele é pequeno como uma célula. Desde que nascemos, somos treinados pelos nossos pais e companheiros para entrar rapidamente na cidade do “Sucesso”. Somos instruídos a casar, construir e ter filhos, na perfeita cidade do “Sucesso”. Procuramos amar uns aos outros, ser feliz e morrer nesta imagem holográfica daquilo que alguém nos disse que o sucesso deveria ser! Semeamos nossas plantações e o nosso futuro “tão curto” de acordo com a definição de sucesso de alguma outra pessoa, e depois ficamos nos perguntando por que nossas árvores não produzem frutos que estejam alinhados com o desejo da nossa alma.

A direção do sucesso está continuamente mudando, seguindo os nossos próprios sinais. Um dia lhe acenamos para frente, no dia seguinte pedimos gritando que dê uma parada, depois choramingamos de madrugada porque não sentimos a sua presença. O sucesso, como o amor ou a alegria, tornou-se uma entidade viva; uma entidade que tenta nos agradar cotidianamente. O sucesso nunca é o mesmo em dois dias consecutivos para ninguém. Um dia você pode se sentir bem sucedido se fizer uma boa venda; no dia seguinte o sucesso pode ser o fato de ter conseguido tirar um espinho do seu dedo. Para uma jovem mãe, sucesso é o bebê finalmente dormir uma noite inteira. Para um cidadão idoso, o sucesso é acordar de manhã. Para alguns, sucesso é se aposentar, enquanto para outros, sucesso é conseguir o primeiro emprego. O sucesso é como um camaleão mudando de qualidade dia após dia, de pessoa para pessoa. Como podemos julgar o que é sucesso olhando para os outros?

Quando viemos à Terra pela primeira vez, chegamos com uma programação da alma, uma lista cósmica descrevendo o que nossa alma necessitava para finalmente sentir que alcançou o sucesso enquanto na Terra. Fomos guiados por essa lista interna, procurando aquela coisa “única” que consolidaria e documentaria o nosso sucesso na nossa jornada na Terra. Muitas vezes voltamos a este planeta, apenas para compensar o que considerávamos fracassos das encarnações anteriores.

Está na hora de despertarmos para as nuances sutis daquilo que o sucesso verdadeiramente é. Está na hora de contarmos as maravilhas, os milagres e os pequenos sucessos do nosso dia, que muitas vezes deixamos passar despercebidos. Em toda experiência que você já teve, vive uma minúscula partícula de sucesso. A primeira vez que você andou ou falou, quando era bebê; a primeira vez que você jogou uma bola ou conseguiu pegar uma bola que jogaram para você; a primeira vez que você beijou; a primeira vez que dirigiu um carro; o seu primeiro emprego… tudo isso são lembranças cheias de sucesso, não importa qual tenha sido o resultado aparente de cada uma dessas experiências. Junte todos os seus antigos sucessos e traga-os para o presente. Coloque-os todos em linha e veja de perto quantos sucessos você realmente teve. Saboreie esse milk-shake pessoal de sucessos.

A maioria das pessoas se concentra apenas nos seus fracassos e os amplia ao “enésimo” grau, ofuscando, assim, tudo o mais. No seu lindo jardim de rosas da vida, você só olha para as ervas daninhas ou olha sempre apenas para as rosas?

Redefina o que você pensa que sucesso significa para você e apenas para você. Pare de segurar sua vida diante do espelho facetado da consciência de massa. As verdades pessoais ficam distorcidas quando colocadas sob a luz da varanda do vizinho. Se você vê somente as suas deficiências, sempre terá dificuldade em enxergar mais longe, mesmo que esteja numa sela muito mais alta que a dos outros. Suba no seu cavalo mais alto (mesmo que precise de uma escada) e dê uma boa olhada na sua vida. Você foi criado para o sucesso!

Se focalizar aquilo que não possui, você nunca terá o suficiente. Se focalizar aquilo que possui, sempre terá o bastante.

Gillian MacBeth-Louthan - PO box 217 - Dandridge, Tennessee 37725-0217 -www.thequantumawakening.com thequantumawakening@hughes.net

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

Site Luz De Gaia

Blog Nave Mãe

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Teimosia

Todos nós criamos mecanismos de defesa psicológicos e o excesso deles é indicação, quase sempre, de que algo vai errado. Freud nos ensinou que esses mecanismos de defesa se manifestam pela negação, repressão/recalque, racionalização, projeção, regressão, sublimação, deslocamento, introjeção e formação reativa.

Em especial tem dois momentos de nossas vidas que esses mecanismos afloram: quando estamos sofrendo por amor (morte da alma) e quando estamos com medo ou sofrendo por dor (morte do corpo).

Nestes dois momentos nos tornamos teimosos e tentamos enganar a nós mesmos usando os vários mecanismos de defesas acima citados. Cada um deles merece um texto a parte e o farei.

Freud, o pai da psicanálise, chamava de negação esse mecanismo de defesa psíquico do ser humano em não querer aceitar sua nova realidade de vida. Neste sentido, podemos afirmar que uma pessoa está sendo teimosa quando resiste, recusa-se em saber a verdade dos fatos, preferindo cultivar a ilusão. É evidente que, por conta de sua inflexibilidade, irá colher o fruto da dor e do sofrimento, seja da alma ou do corpo.

Porque essa teimosia? Porque os teimosos costumam dizer que na realidade são persistentes? Será mesmo?

Qual é a diferença entre teimosia e a persistência?

Persistente é quando somos perseverantes, determinados, firmes e constantes em nossos propósitos sem mudar ou variar de intenção.

Teimoso quando somos obstinados, insistentes, birrentos, empacados, não desistimos, teimando exageradamente apesar das evidências dos fatos provarem que estamos no caminho errado.

A persistência – que nos torna mais perto de alcançarmos o objetivo – tem muito mais a ver com o método de trabalho, com a força da vontade, com a busca de caminhos alternativos.

Sabemos que os grandes inventores, músicos, romancistas, pintores, foram persistentes nas suas convicções, porém muitos só foram reconhecidos e consagrados após sua morte. Thomas Edison, o grande inventor, tinha o desejo ardente de iluminar o mundo. Muitos o rotularam de louco, lunático. Para ele inventar a lâmpada tentou inúmeras vezes, e, apesar do insucesso contínuo, não desistiu. Foi teimoso ou perseverante? Perseverante, mas muitos na época o achavam teimoso.

Existe uma linha tênue, muito fina para sabermos distinguir a teimosia da perseverança. Em outras palavras, quando é que deixamos de ser perseverantes e começamos a ser teimosos? No meu entender, a diferença está no resultado.

A teimosia, que nos torna cego e surdo, é persistir nos mesmos erros, é repetir, sem parar, a mesma coisa, com os mesmos erros em algo que não funciona, com as mesmas pessoas até dar certo, que não o (a) deixa feliz. É resistir à verdade e cultivar a ilusão. É continuar a fazer algo que o (a) infelicita e que produz dor e sofrimento. Penso que persistir em erros não trás nada de bom, só é perda de tempo (na melhor das hipóteses).

Acredito que todo mundo tenha seu grau de teimosia… Quantas vezes já não ouviu “Eu não sou teimoso, teimoso é quem teima comigo”, ou, “Eu sou um pouco teimosa, mas não ao ponto de atrapalhar a minha vida ou meus relacionamentos”. Meras desculpas para encobrir nossa teimosia em aceitar a realidade, uma negação enfim.

Cada um gosta das coisas ao seu modo, mas não precisamos ser extremistas e virar um teimoso por isso. Muitas vezes é válido aceitar o ponto de vista do outro, ver as coisas por outro ângulo…

E pior que teimar é teimar errado! Neste ponto entra também o orgulho… orgulho para não aceitar mudanças, para não aceitar opinião… orgulho para não dar o braço a torcer. Penso que isso se torna uma bola de neve e quando nos damos conta, está gigante e incontrolável… complicado… um nó difícil de desatar mesmo tendo consciência de tudo.

Aqui a pergunta: O porquê de sua infelicidade? Fácil de responder: Existe aí uma teimosia de sua parte que se recusa em mudar, em se desapegar de uma ilusão. É Hora de Mudar.

Jesus disse: A verdade vos libertará. O contrário, a ilusão (mentira, ignorância, teimosia), nos aprisiona, gera dor e sofrimento.

Bem, vou terminando por aqui, não vou ficar teimando neste assunto…

Do Site Hora de Mudar

Acredite! Tudo está a seu favor

"Em relação a todos os atos de iniciativa e de criação, existe uma verdade fundamental, cujo desconhecimento mata inúmeras idéias e planos esplêndidos: a de que, no momento em que nos comprometemos definitivamente, a providência move-se também.


Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes, encontros e assistência material que nenhum homem sonhava que viesse em sua direção.


O que quer que você possa fazer ou sonhe que possa, faça.
Coragem contém genialidade, poder e magia.
Comece agora!"


Goethe


Blog O Caminho do Meio

Blog Nave Mãe